terça-feira, 21 de maio de 2013

Analise da mídia conservadora e a sua “cobertura” política

Depois de proclamarem o fim das ideologias e, pelo menos no Brasil, a “caída de moda” de se referir a partidos, mídia e a pessoas como de direita, parece que a “coisa” está voltando, não como conceito ou ideologia, que sempre estiveram por aí, mesmo, mas, pelo menos já se fala abertamente sem que ninguém, leia-se a própria mídia de direita que parecia se envergonhar de si mesma, sai taxando as pessoas, de anacrônicas ou retrógradas por voltarem a usar a expressão que ajuda a situar melhor as idéias, coisas e as intenções. 

Leia: Maiores jornais no Brasil são de direita, diz Barbosa

Neste vídeo, o senador Roberto Requião, do Paraná, analise o “dois pesos e duas medidas”, com que a mídia conservadora local – Estadão, Globo e Folha, para ficar só nestes exemplos – vêem fazendo a “cobertura” da vida política nacional, e a quais interesses servem, além dos seus próprios, é claro!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá!

Bem vindo, a sua opinião é muito importante.