sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Quem diria, até o FHC rejeita as baixarias do Serra, diz Folha

A sua preocupação real é a imagem deteriorada, talvez de forma irreversível com a qual o PSDB vai sair desta disputa, caso se confirme a vitória do Fernando Haddad, por isso ele, o FHC, já está se antecipando. Mas, porque só se manifesta agora? Com certeza deve considerar que o Serra já está batido e quer salvar o partido. Pelo seu histórico, nos “artigos” que periodicamente publica no PIG, ele tambem é chegado a uma baixaria e a um ataque pessoal e gratuito, como fez várias vezes à Dilma e ao Lula.

"O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso tem criticado duramente a campanha do tucano José Serra à prefeitura, especialmente o flerte do candidato com o que chama de setores conservadores. Segundo tucanos, FHC lamenta, por exemplo, a aliança de Serra com os opositores da cartilha anti-homofobia produzida na gestão de Fernando Haddad no Ministério da Educação. O kit não foi distribuído por determinação da presidente Dilma Rousseff, após pressão da bancada religiosa no Congresso.

"Presidente de honra do PSD, FHC, alerta os aliados para o risco de Serra sair desta eleição com o rótulo de conservador após a exploração de temas como o kit contra a homofobia e o aborto – questão que abordou na sua campanha à Presidência em 201.

O jornal informa que FHC não é o único. Manifestaram contrariedade o com´panheiro de chapa de Serra em 2006, Alberto Goldman e o ex-ministro da Justiça de FHC, José Gregori, este último com longa tradição de defesa dos direitos humanos. Não está dito pela Folha, mas, com certeza FHC não está preocupado apenas com a imagem pessoal e política de José Serra.

Na verdade está preocupado com a imagem de todo o PSDB, e do que ele considera seu legado. Justamente pro isso procura dar declarações diferenciando-se do candidato à prefeitura de São Paulo, procurando agora isolar as condutas do restante do partido.

O ex-presidente já avalia a derrota do candidato tucano como iminente e atua numa tentativa de redução de danos à sua imagem e de seus correligionários. A mais recente pesquisa, divulgada na quarta-feira (17),mostrando que Serra ficou mais distante do oponente Fernando Haddad, confirma os temores do tucanato.(Rede Brasil Atual)

Como vê, os 20% de frente, se computados só os votos válidos, mostrados na última pesquisa Ibope, foi a deixa para o PSDB escalar a sua “reserva moral”, o FHC, para começar a tentar salvar a imagem do partido com vistas a 2014.

Se gostou deste post, subscreva o nosso RSS Feed ou siga no Twitter, para acompanhar as nossas atualizações

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá!

Bem vindo, a sua opinião é muito importante.