terça-feira, 18 de setembro de 2012

Polícia do Kassab proíbe ONG de distribuir livros gratuitos na rua

Uma notícia dessa em tempos de eleição parece até intriga de adversários, mas, em se tratando de Kassab e seu governo ilustrado – cria que é do padim Serra – não chega a surpreender. Logo no inicio do seu (des) governo na prefeitura de São Paulo ele estreou com uma pérola sobre o tema, o que ajuda a explicar a atuação, hoje, de “sua” polícia. Mandou fechar 4 bibliotecas na cidade, inclusive a Cecília Meireles que já prestava serviços à população há mais de 50 anos, como pode conferir em: Prefeito de São Paulo fecha quatro bibliotecas na cidade, só neste mês.

A notícia é tão polêmica, estranha [e revoltante] que já está causando um grande “bafafá”:

Uma distribuição de livros gratuita que aconteceria na manhã desta segunda-feira (10/09/12), na frente da Prefeitura de São Paulo, no Centro, foi abortada pela Guarda Civil Metropolitana na noite deste domingo (9), segundo a ONG Educa Brasil. De acordo com Devanir Amâncio, presidente do grupo, os organizadores do evento tinham acabado de descarregar a primeira caixa com os livros no Viaduto do Chá quando guardas os abordaram e afirmaram que a distribuição não poderia acontecer.

“Os guardas falaram que a ordem era de não distribuir os livros, e que eles seriam recolhidos como entulho caso insistíssemos. As pessoas que estavam descarregando ficaram com medo de continuar e saíram rápido do local”, disse Amâncio.

Segundo ele, os guardas chegaram a perguntar se o grupo tinha autorização para distribuir os livros. “Eu falei que não, pois aquilo não ia atrapalhar ninguém. Nós nem colocamos faixa, só tinha uma lona para os livros, uma lousa e duas cadeiras para pessoas mais idosas se sentarem”, comentou.

Ainda de acordo com ele, livros foram oferecidos para os guardas. “Um deles estendeu a mão para pegar, mas o outro falou que eles seriam punidos”. A Guarda Civil Metropolitana foi procurada pela reportagem do G1 para se posicionar sobre o caso, mas não havia respondido até as 12h desta segunda-feira.


Se gostou deste post, subscreva o nosso RSS Feed ou siga no Twitter, para acompanhar as nossas atualizações

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá!

Bem vindo, a sua opinião é muito importante.