sábado, 2 de junho de 2012

O estresse, a falta de tempo, e o prazer

O estresse e a ansiedade são os motores de aceleração desse “tempo”, mas, se colocarmos os pingos nos “is”, veremos que perdemos muito tempo não só no trânsito, mas, sobretudo, em tarefas pouco saudáveis para a cabeça e para o corpo, como a quilometragem na frente da TV ou o tempo – excessivo – “jogando conversa fora” na mesa de um bar.

Tudo isso não é ruim em si mesmo, o lance é que, é só isso. Existem “n” formas de administrarmos estes males modernos de forma mais criativa e saudável.

Descobrir e praticar com regularidade uma atividade física, cultivar um “hobby” que pode ir desde colecionar algo, fazer trabalhos manuais, cultivar o hábito da leitura, se ainda não o tem, tocar um instrumento ou cuidar de plantas e flores ou fazer um trabalho voluntário, ou participar de uma associação de bairro, fazer Yoga... Redescobrir a tranquilidade e o prazer.

O inimigo invisível criado pela nossa mente e, que nos coloca em guarda o tempo todo – estresse e ansiedade – e pode até desaparecer no esquecimento do fazer algo que nos envolva todo, o corpo, a mente e o coração com uma boa dose de auto-satisfação e prazer. (Coisaboa)

Pense nisso! 

Se gostou deste post, assine o nosso feed RSS Feed ou siga no Twitter, para acompanhar as nossas atualizações    

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá!

Bem vindo, a sua opinião é muito importante.